Mitos e acontecimentos em relação ao uso do cinto de segurança

LENDA: O cinto ocasiona incômodo e é insuportável

LENDA: Primeiramente, as pessoas são capazes de achar os cintos de segurança desagradáveis, confinantes ou insuportáveis, meramente porque não estão habituados a utilizar esse importante acessório de segurança. Os indivíduos que já fizeram da utilização do cinto um costume podem testemunhar que, visto que seu uso se torna um hábito, não existe incômodo ou inconveniência. Lembre-se sempre que o grave incômodo ocasionado pelos graves acidentes com automóveis de forma alguma se compara ao incômodo que você pensa sentir usando um cinto de segurança.

MITO: Meu cinto não está travando

mitos-cinto-seguraca, FATO: É importante que todos entendam que os cintos de ombro mais novos são produzidos a fim de que você possa se mover bem, contudo eles ainda vão ser travados no decorrer de paradas repentinas ou falhas. Muitas pessoas confundem esta liberdade de deslocamento como um mecanismo com defeito. Os cintos de 3 pontos, mais novos, são projetados para bloquear somente quando o carro altera de velocidade ou de direção de repente, e não quando o motorista muda de lugar.

MITO: airbags podem funcionar em vez dos cintos

VERDADE: Airbags dão proteção suplementar em batidas de frente, porém os motoristas podem escorregar sob eles, se não estiverem empregando um cinto de segurança. Além disso, os airbags não ajudam no impacto lateral ou traseiro ou colapsos de rolagem. Os motoristas têm que utilizar um cinto de segurança para proteção em todos os casos de falhas.

LENDA: no decurso de um incêndio ou debaixo d’água, eu posso ficar preso ao cinto

FATO: Batidas com fogo ou água acontecem em só 50% de todas as colisões. Então, isso não ocorre frequentemente. Ainda assim, quando eles acontecem, a melhor possibilidade de subsistência repousa em continuar desperto, sem machucados e em plena posse de suas faculdades. O maior risco é o impacto que precede o fogo ou a submersão na água. Se você não estiver empregando um cinto de segurança, é muito provável que você seja golpeado desacordado ou gravemente ferido. Caso você esteja com cinto, é bastante provável que você possa desapertar o cinto e cair fora de uma situação de incêndio ou do automóvel imerso.

MITO: Eu preferiria ficar desprendido em uma batida

FATO: Ser projetado para o exterior do automóvel de maneira segura em uma batida é praticamente improvável. No momento em que você é projetado, você é capaz de escapar pelo para-brisa, ser jogado por sobre o asfalto, ou mesmo esmagado pelo seu próprio veículo. A hipótese de ser jogado de um veículo e aterrissar brandamente em uma área gramada ao lado da estrada é pura imaginação. Sua melhor opção em uma colisão é permanecer no interior do veículo, asseguradamente preso pelo cinto de segurança.

MITO: os cintos são capazes de lesionar em uma batida

cintos-seguranca-machucam, FATO: os cintos de segurança utilizados de forma correta raramente causam lesões. Caso o façam, as lesões costumam ser contusões superficiais e, de modo geral, são menos graves do que seria o evento sem qualquer cinto. Sem cintos de segurança, você poderia ter sido jogado fora do automóvel e ficado gravemente ferido. É fato que, vez ou outra, a força de uma colisão é tão intensa que nada conseguiria evitar ferimentos. Estudos revelaram veementemente que os machucados em colisões mais graves teriam sido muito mais graves se os cintos de segurança não fossem utilizados.

LENDA: Não uso cinto para ir logo ali

FATO: Este é a frase que tantas pessoas que vivem em áreas rurais proferem quando perguntadas por qual razão não usam cinto. É fundamental recordar que a grande parcela das mortes por colisões acontecem dentro de 40km de casa e a velocidades de menos de 60km/h. Isto salienta que a condução diária de uma moradia de uma casa para a outra, para o colégio, ou para o açougue da esquina representa o maior risco.

MITO: A probabilidade de eu me acidentar é bastante pequena

FATO: Essa é uma atitude que é geral para tudo o que fazemos. É confortável pensar que os acidentes só ocorrem com outros indivíduos. Apesar disso, uma em cada 3 pessoas será seriamente ferida em uma colisão de automóvel em algum momento no decurso de suas vidas. Esse é, realmente, um sério risco. A gente nunca sabe quando isso ocorrerá ou como isto irá ocorrer. A solução: utilizem sempre o cinto.

MITO: Eu guio muito bem para me acidentar

FATO: você é capaz de ser um ótimo motorista, entretanto você não pode controlar os outros motoristas nas estradas. As estatísticas relacionadas aos acidentes de automóveis e aos motoristas bêbados são arrasadoras. Mesmo se você estiver guiando defensivamente, um motorista bêbado que se aproxima na próxima curva pode não ser. Outra vez, você jamais sabe o que pode ocorrer. Divirta-se com segurança. Aperte o cinto em cada passeio.